Brasil quase se complica, mas vence Alemanha em estreia do futebol masculino

No palco do penta mundial de 2002 e diante do adversário do ouro olímpico de 2016, o Brasil fez uma partida especial no primeiro tempo e bateu a Alemanha, por 4 a 2, nesta quinta-feira (22), em Yokohama, assumindo a liderança do grupo D da modalidade nas Olimpíadas de 2020.

Richarlison, dono absoluto da festa brasileira, marcou três vezes na partida, que contou ainda com gol de Paulinho, nos acréscimos, para dar números finais ao jogo.

Richarlison combina com o espírito olímpico. Jogador de comportamento irreverente e comemoração peculiar, é, também, alguém que costuma se envolver e pronunciar sobre questões sociais e humanitárias, o que o aproxima do torcedor brasileiro mesmo tendo saído cedo do país, vendido para o Watford da Inglaterra – foram só 91 jogos como profissional no Brasil.

Em Tóquio, pediu a camisa 10, aceitou ser um dos líderes do grupo e afirmou ter o desejo de conhecer a rainha Marta, de quem é fã. Os três gols em Yokohama fortalecem sua biografia.

Posicionado por dentro do ataque, dividindo setor com Matheus Cunha, o camisa 10 foi alimentado por Antony e Claudinho, abertos pelas pontas, e por Bruno Guimarães, volante de apoio. Pelas laterais, Dani Alves e Arana completaram a sinfonia ofensiva cujo maestro foi Richarlison.

CNN Brasil