403 Forbidden


nginx/1.10.3

Problema em avião da Latam cancela voos de SP a Madri e Paris

Um problema apresentado por um Airbus A350 da Latam que sairia do Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos (SP) a Paris na noite de domingo 23, causou o cancelamento de novos voos da companhia para a capital francesa e também para Madri, na Espanha.

O voo LA8108, com destino ao aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, não chegou a sair da pista porque um dos sensores localizados na asa do Airbus A350 indicou uma falha. Segundo a empresa, o avião passou por uma “manutenção corretiva”. Caso o voo não tivesse sido cancelado, o mesmo avião faria o trajeto de volta, de Paris a Guarulhos, no voo LA8101 na segunda, 24, e, ao chegar à Grande São Paulo, faria novo trajeto de ida e volta para Madri, na Espanha – o voo LA8064 partiria no dia 24 e o LA8065 no dia 25.

No entanto, como o Airbus A350 teve de passar por manutenção, os quatro voos, para e de Paris e Madri, foram cancelados. Segundo comunicado da Latam, os voos para a capital francesa foram reprogramados e os passageiros que voariam de/para Madri foram “acomodados em companhias parceiras e/ou encaminhados para o destino final por outras rotas da empresa.” Esta é a segunda ocorrência registrada pela Latam em menos de um semana. Na semana passada uma aeronave apresentou falhas e fez pouso forçado no aeroporto de Confins – Belo Horizonte/MG.

Natal completa 419 anos nesta terça-feira (25); conheça um pouco da história

No dia em que o mundo cristão celebra o nascimento de Jesus Cristo, a capital potiguar comemora aniversário. Por isso foi batizada de Natal. Nesta terça-feira, 25 de dezembro, a cidade completa 419 anos de história.

A capital do Rio Grande do Norte surgiu a partir da intenção espanhola de expulsar os franceses do litoral brasileiro no período da União das Coroas Ibéricas (1580 -1640). O rei da Espanha, Felipe II, determinou a construção de uma fortaleza para proteger a Barra do Rio Grande – como era chamado o território naquela época – e a fundação de uma cidade a uma légua da fortificação.

Também conta a história que a Espanha queria a todo custo expulsar os franceses, porque a França era uma nação inimiga do reino espanhol. E nesta época, Portugal estava sob domínio da Espanha. Primeiro os franceses foram expulsos da Paraíba; depois, do Rio Grande.

Os votos de Kerinho servirá e muito se a bancada do PP mipibuense trabalhar unida

Tenho sido muito questionado sobre qual serventia terá os votos de Kerinho a favor de Mipibu.

Tenho dito que, se a bancada de vereadores de Mipibu que são do PP de Beto Rosado deixar de lado a cor partidária e se unirem com Kerinho, Mipibu ganhará e muito.

São da bancada do PP da Câmara Municipal de São José de Mipibu os vereadores Verônica Senra (atual presidente), Márcio Freire e Jean Nerino que assumirá a presidência da casa em 1° de janeiro de 2019.

Se estes deixarem as cores partidárias de lado e se unirem a Kerinho que foi o principal protagonista para que Beto fosse reeleito, Mipibu estará bem assistida.

Basta deixarem de pensar em grupo politico e pensar no povo.

Essa é minha análise, não gostou? Então saia do PP e/ou deixe de seguir o BJL.

O que Garibaldi vinha lendo no vôo 6308

Eram 11h50 (horário de verão brasileiro) do dia 19 de dezembro de 2018. Eu, já embarcado para voltar ao RN, depois de três dias de trabalho em Brasília/DF.

Olhando para a tela do celular vejo um senhor apontar no corredor daquela aeronave do vôo 6308 com destino a Natal/RN. Logo identifiquei que era o senador Garibaldi Filho com uma pasta preta e uma malinha discreta. Procurou um lugar no Bin próximo a sua poltrona, mas não encontrou e precisou colocar no Bin três fileiras depois da fileira marcada para o seu assento. O lugar marcado era a poltrona 01C.

Durante todo vôo Garibaldi Filho leu. E me causou curiosidade, como qualquer outro membro da mídia teria. 
No momento do serviço de bordo, Garibaldi abriu a mesa, fez o pedido e as comissárias o entregaram: um sanduíche e um copo de suco.

Depois que comi o meu, fui ao banheiro. Quando voltei Garibaldi levantou a vista, cumprimentou-me e voltou a ler.

Rapidamente observei que ele lia uma matéria sua de despedida do senado.

Aquela era uma viagem que o senador fazia não para ser diplomado, mais para ver somente o diploma do seu filho Walter Alves que se reelegeu com dificuldades.

Não houve protestos, apenas acenos de alguns embarcados e um papo rápido com um motorista potiguar de um parlamentar paulista, que estava vindo visitar familiares em Currais Novos e conhece o motorista de Garibaldi.

O que Garibaldi lia não era apenas sua despedida mais os comentários da matéria.

Fui ao portal de noticias que tinha postado a matéria e acreditem, não vi muitos comentários de protestos, mais de inciativa para que o que senador volte a cena da politica Potiguar.

O espetáculo foi lindo? Foi. Resta saber quanto custou ao povo de Mipibu

Ainda do espetáculo… O espaço ainda estava em luzes cênicas. Lembro que chegou alguém e perguntou: quanto nos custou?

Respondi: amanhã pergunto no BJL.

Quanto custou?

Queremos saber.

ALERTA DE SEGURANÇA: Não administrem fogos ali…

Ontem cheguei nas últimas cenas do Alto do Natal realizado em São José de Mipibu.

Desde de criança, sempre detestei fogos. É algo pessoal que não sei explicar, o “pipoco” causa incômodo aos meus ouvidos.

Quanto menos esperei começaram a explodir fogos de artifícios, ali na Praça do Futuro, por trás da parte do parque de diversão com matérias plásticos. Nas piscinas de bolinha e pula-pula crianças brincavam, enquanto a pessoa que administrava os fogos não sabia o risco que estava causando aqueles crianças é o que estava ao redor daquele local escolhido para a administração dos fogos.

Pergunto para alertar, pensaram que poderia causar um acidente?

Alerto mais uma vez, evento não se faz apenas com o que povo ver, é necessário pensar no que o povo não ver.

Fica a dica!

Estrutura metálica embaixo de rede de alta tensão. Isso pode Corpo de Bombeiros?

Ontem fui ver o espetáculo Alto de Natal que através da Secretaria Municipal de Assistência Social de São José de Mipibu e pago pelo povo, pudemos vivenciar um pouco de cultura com espírito natalino.

O que chamou atenção foi o comentário que ouvi quanto a liberação (se houve), do Corpo de Bombeiros, para montar a estrutura (palco) embaixo da rede elétrica de alta tensão.

Por experiência própria e conhecimento adquirido no curso técnico em eventos, para a realização de um evento, seja ele público ou privado, se faz necessária a ART, documento emitido pelo Corpo de Bombeiro depois que é feita uma vistoria técnica na estrutura e ao seu redor.

Alguém pode até querer comentar e ter a ideia que só achamos defeito. Fique na vontade de comentar é saiba, só estamos exigindo segurança para a população.

O choro da Benedita

Sempre admirei a Benedita. Deputada Federal que em meio a muitos do congresso que lutam por interesses pessoais a Bene luta pela educação brasileira.

O choro de Benedita ganhou as redes sociais. É o choro de um estado fracassado, de uma história repetida, de uma sociedade benevolente embora não busque em meio a tantas influências do mundo irreal. “A dor é profunda”, disse Benedita da Silva deputada e ex-governadora do Rio de Janeiro.

Em conversa com um amigo do Rio de Janeiro, ele me falou que Benedita é uma pessoa muito humana e que diante da situação acredita que o seu choro é devido as injustiças praticadas no Brasil. 
A foto do choro da Bene, foi eleita a fotografia da penúltima semana de 2018.