Rio Grande do Norte adere paralisação nacional contra cortes na Educação

Estudantes, professores, servidores e técnicos de educação do Rio Grande do Norte aderiram nesta quarta-feira, 2, a uma paralisação nacional em prol da Educação. A convocação foi feita pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), União Nacional dos Estudantes (UNE) e União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes). A Greve Nacional da Educação terá duração de 48 horas.

Os motivos das mobilizações, segundo as organizações, são os cortes na verba da Educação, o programa Future-se e a militarização das escolas.

O Sindicato de professores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Adurn-Sindicato), Sindicato dos Técnicos de Nível Superior da UFRN (Atens-UFRN), Sindicato Estadual dos Trabalhadores em Educação de Ensino Superior (Sintest) e Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UFRN acataram a orientação de apoiar a paralisação.

Todas as entidades se uniram em um ato no estacionamento do Centro de Convivência da UFRN, nesta manhã. Outro ato está marcado às 15h, no cruzamento das avenidas Salgado Filho e Bernardo Vieira, próximo ao shopping Midway Mall.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *