Bolsonaro diz que não decidiu sobre Ciro Nogueira e cogita concorrer pelo PP

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta quinta-feira (22) que ainda não decidiu sobre as mudanças que fará na composição ministerial e que ainda terá um encontro com o senador Ciro Nogueira (PP-PI) para definir se o político será escolhido para chefiar a Casa Civil.

“A ideia de trazer o Ciro. Conversei com ele por telefone e devo conversar na segunda-feira para depois tomar uma decisão. Não vai ser um casamento pela internet. Eu conheço o Ciro. Integrei, mais da metade do meu tempo de parlamentar, o PP”, afirmou o presidente, em transmissão ao vivo nas redes sociais.

Ciro Nogueira é o presidente nacional do Progressistas. Na sequência, Bolsonaro admitiu que “pode ser” que ele ingresse no partido para disputar a reeleição em 2022. O presidente está sem partido desde 2019, quando deixou o PSL, mas precisará se filiar a uma legenda caso queira concorrer a um novo mandato.

CNN

Primeiras pessoas são beneficiadas com “xepa da vacina” em Natal

Nesta quinta-feira (22), Natal iniciou a chamada das pessoas que se cadastraram na “xepa da vacina”, para aplicação em caso de sobra de doses dos imunobiológicos nas unidades básicas ou drives. No primeiro dia, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) conseguiu aplicar 20 doses remanescentes na “xepa”.

Uma das primeiras pessoas contempladas foi a fotógrafa Raiane Miranda da Silva, de 20 anos, moradora do Planalto. Ela tomou o imunizante Pfizer na UBS Rosângela Lima. “A ficha ainda está caindo. Quando eu soube da xepa, saí de casa às 06h da manhã para aguardar a UBS Rosângela Lima abrir e fazer o meu cadastro. Nem acreditei quando me ligaram por volta das 16h, larguei tudo que estava fazendo e saí correndo. Estou feliz demais e agradeço pelo acolhimento que eu tive e a oportunidade de tomar a vacina”, comenta Raiane Silva.

Qualquer pessoa residente de Natal a partir dos 18 anos pode buscar um ponto de aplicação e demonstrar interesse na xepa da vacina, preenchendo um cadastro. Caso haja sobra, o local fará contato telefônico pedindo o comparecimento da pessoa em até 20 minutos para receber o imunizante. Caso a pessoa contactada não chegue, o cadastro vai para o último lugar da ordem cronológica.

“Não dei a declaração”, diz Braga Netto sobre relato de ameaça a Arthur Lira

O ministro da Defesa, o general Walter Souza Braga Netto, disse ao Poder360 na manhã desta 5ª feira (22.jul.2021) que é “mentiroso” o relato sobre ter ameaçado bloquear as eleições de 2022 caso o Congresso não aprove o voto impresso auditável em urnas eletrônicas.

Segundo reportagem do jornal O Estado de S.Paulo, Braga Netto teria enviado “um duro recado” ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), no último dia 8 de julho, “por meio de um importante interlocutor político”. Segundo o Estadão, “O general pediu para comunicar, a quem interessasse, que não haveria eleições em 2022, se não houvesse voto impresso e auditável. Ao dar o aviso, o ministro estava acompanhado de chefes militares do Exército, da Marinha e da Aeronáutica”.

Eu não mando recados. Eu não tenho interlocutor. Isso é mentiroso”, disse Braga Netto na manhã desta 5ª feira.

O presidente da Câmara, contatado pelo Poder360, respondeu dizendo que o episódio não procede: “Mentira. Absurdo. Você acha que tem cabimento algo assim? Acha que pode haver golpe. Isso não existe. E chama a atenção que essa história vem no dia seguinte ao anúncio do Ciro Nogueira indo para Casa Civil, com o governo caminhando para a política. Não existe essa história de golpe”.

No Twitter, Lira disse que, em outubro de 2022, o brasileiro “vai julgar seus representantes em outubro do ano que através do voto popular, secreto e soberano”.

“As últimas decisões do governo foram pelo reconhecimento da política e da articulação como único meio de fazer o País avançar”, disse.

Poder360 perguntou ao ministro da Defesa se ele poderia explicar recentes declarações do presidente Jair Bolsonaro, dizendo que o voto impresso auditável seria uma condição fundamental para haver eleições em 2022. Braga Netto respondeu que não comenta o que diz o presidente.

Sobre haver ou não o voto impresso acoplado às urnas eletrônicas, o ministro disse: “Isso é uma decisão do Congresso”. O Poder360 perguntou: “Mas e se o Congresso não aprovar o voto impresso de verificação auditável?”.

Será uma decisão do Congresso. [Se não for aprovado] o presidente pode pensar se tem como recorrer. Isso não é problema da Defesa. A Defesa tem ferramentas para auxiliar, para testar a urna, se precisar, mas desde que isso seja solicitado. Essa é uma decisão política, se querem uma eleição transparente. Isso já foi até aprovado anteriormente e não entendo por que há essa discussão toda”, disse Braga Netto.

Ao final da conversa ao telefone com o Poder360, o ministro voltou a negar que tenha feito ameaça ou mandado recado para Arthur Lira por meio de um interlocutor: “Não dei a declaração. Não mandei recado. Não fiz nada disso”.

Procurado pelo Poder360, o Ministério da Defesa também afirmou que “não existe e nunca existiu” desejo de golpe.

O mundo de hoje não comporta esse tipo de ação que a imprensa quer imputar ao governo”, disse uma pessoa do ministério. “Nem se os ministros ou o presidente quisessem, aconteceria. Não moramos em um país africano longe da fiscalização de todo o mundo”.

Poder 360

Brasil quase se complica, mas vence Alemanha em estreia do futebol masculino

No palco do penta mundial de 2002 e diante do adversário do ouro olímpico de 2016, o Brasil fez uma partida especial no primeiro tempo e bateu a Alemanha, por 4 a 2, nesta quinta-feira (22), em Yokohama, assumindo a liderança do grupo D da modalidade nas Olimpíadas de 2020.

Richarlison, dono absoluto da festa brasileira, marcou três vezes na partida, que contou ainda com gol de Paulinho, nos acréscimos, para dar números finais ao jogo.

Richarlison combina com o espírito olímpico. Jogador de comportamento irreverente e comemoração peculiar, é, também, alguém que costuma se envolver e pronunciar sobre questões sociais e humanitárias, o que o aproxima do torcedor brasileiro mesmo tendo saído cedo do país, vendido para o Watford da Inglaterra – foram só 91 jogos como profissional no Brasil.

Em Tóquio, pediu a camisa 10, aceitou ser um dos líderes do grupo e afirmou ter o desejo de conhecer a rainha Marta, de quem é fã. Os três gols em Yokohama fortalecem sua biografia.

Posicionado por dentro do ataque, dividindo setor com Matheus Cunha, o camisa 10 foi alimentado por Antony e Claudinho, abertos pelas pontas, e por Bruno Guimarães, volante de apoio. Pelas laterais, Dani Alves e Arana completaram a sinfonia ofensiva cujo maestro foi Richarlison.

CNN Brasil

Bolsonaro confirma Ciro Nogueira na Casa Civil e Onyx em Emprego e Previdência

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) confirmou que o senador Ciro Nogueira (PP-PI) irá assumir a Casa Civil em reforma ministerial prevista para a próxima semana. “Está praticamente certo, teremos um senador na Casa Civil que pode manter um diálogo melhor com o parlamento”, declarou.

Entre as mudanças também confirmadas por Bolsonaro, está a ida do atual ministro-chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, para a Secretaria-Geral da Presidência no lugar de Onyx Lorenzoni, que assumirá a nova pasta do Emprego e Previdência. 

As confirmações foram feitas nesta quinta-feira (22) em entrevista do presidente à rádio Banda B, de Curitiba (PR).

Bolsonaro também comentou que Nogueira é uma pessoa que ele conhece “há muito tempo” pela antiga filiação ao Progressistas e que já conversou com ele sobre os próximos passos. “Não vamos ter problema nenhum no tocante a conduzir a Casa Civil”, declarou.

Para o presidente, esta é a pasta mais importante do governo pois prevê a “coordenação dos ministérios”, o que poderá ser beneficiada pela “experiência” do senador. “Ele pode, no meu entender, fazer um bom trabalho”, concluiu.

CCN Brasil

Nelter Queiroz quer depoimento de Eudiane Macedo na CPI da Covid no RN

O deputado Nelter Queiroz (MDB) lembrou durante a sessão ordinária desta quinta-feira (22), da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Norte, uma fala da colega de parlamento, a deputada Eudiane Macedo (Republicanos), dizendo que a Comissão só seria instalada porque a governadora Fátima Bezerra não aceitou conversar com deputados da oposição e, por isso, anunciou que vai requerer a sua convocação para que ela preste depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, a ser instalada no próximo dia 4 de agosto.

Essa CPI só foi aprovada porque a governadora Fátima não aceitou negociar, não aceitou se sentar com nenhum deputado da oposição. Tenho certeza que, se ela tivesse acatado ou aceito sentar com dois, três deputados, essa CPI não teria sido aprovada“, disse a deputada Eudiane na sessão plenária da última terça-feira (20), data que foi aprovada a abertura da CPI da Covid na Assembleia Legislativa do RN.

Blog do BG

RN registra taxa de ocupação de leitos críticos para covid de 48,4%

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 48,4%, registrada no fim da manhã desta quinta-feira (22). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 271.

Até o momento desta publicação são 182 leitos críticos (UTI) disponíveis e 171 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 244 disponíveis e 100 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 50,9% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 41,2% e a Região Seridó tem 55,6%.

Assembleia do RN aprova projeto de lei que suspende prazos de concursos

A Assembleia Legislativa do RN aprovou, na manhã desta quarta-feira (21), o Projeto de Lei que suspende todos os prazos relativos aos concursos públicos realizados no Rio Grande do Norte, em razão da pandemia do Covid-19 (coronavírus). À proposta original, de autoria da deputada estadual Isolda Dantas (PT), foi encartada emenda, de autoria do deputado Ubaldo Fernandes (PL), considerando retroatividade para os concursos públicos a partir de 19 de março de 2020, data do decreto de calamidade pública pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

“Essa matéria é fruto de esforço e entendimento político de vários deputados e repara uma injustiça garantindo que os concursados não sejam mais punidos pela pandemia. Muitos lidam com perdas e ainda com o luto coletivo que estamos na sociedade. Essa matéria garante, para essas pessoas, a esperança de ser chamado por um concurso”, destaca Isolda Dantas.

De acordo com o documento, até o término da vigência do estado de calamidade pública decorrente da Covid-19 ficam proibidos:

– Admitir ou contratar pessoal, a qualquer título, ressalvadas as reposições de cargos de chefia, de direção e de assessoramento que não acarretem aumento de despesa, as reposições decorrentes de vacâncias de cargos efetivos ou vitalícios, as contratações temporárias de que trata o inciso IX do caput do art. 37 da Constituição Federal e as contratações de alunos de órgãos de formação de militares;

– Realizar concurso público, exceto para as reposições de vacâncias previstas no inciso I deste artigo.

A deputada Isolda Dantas destaca que a regra não se aplica nos casos de determinação judicial, Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) ou Termo de Ajustamento de Gestão (TAG).

Para Ubaldo Fernandes, o projeto “vai dar respaldo jurídico para que os concursados não sejam prejudicados”. Em parecer oral em substituição às comissões de Administração, Serviços Públicos, Trabalho e Segurança Pública e de Educação, Ciência e Tecnologia, Desenvolvimento Socioeconômico, Meio Ambiente e Turismo, o deputado Jacó Jácome (PSD) destacou o “mérito incalculável [do projeto] no que diz respeito a compreender que os concursados, que muitas vezes não conseguiram fazer as etapas por conta do fechamento de órgãos públicos, ficaram prejudicados pela situação excepcional”.

Também se pronunciaram os deputados Tomba Farias (PSDB), Francisco do PT, Coronel Azevedo (PSC) e Hermano Morais (PSB).