RN contabiliza 1.394 óbitos por Covid-19 e 39.421 casos confirmados da doença

O boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), divulgado neste domingo (12), aponta que o Rio Grande do Norte tem 1.394 óbitos por Covid-19.

Ainda segundo a Sesap, o estado tem 39.421 casos confirmados da doença causada pelo novo coronavírus. O número de casos suspeitos, descartados e recuperados não foram atualizados e seguem em de 51.951, 60.420 e 3.258, respeitativa.

Leitos

De acordo com a plataforma Regula RN, neste domingo (12), o estado tinha 638 pessoas internadas, das quais 280 estavam em leitos críticos e 358 em leitos clínicos.

Como a plataforma é atualizada a cada 5 minutos, os números podem sofrer variações.

Covid-19: Taxa geral de ocupação de leitos críticos cai para 83% no RN

Covid-19: Taxa geral de ocupação de leitos críticos cai para 83% no RN

Governo do Rio Grande do Norte realizou nesta sexta-feira (10), entrevista coletiva virtual para informar o quadro da pandemia da Covid-19. A governadora Fátima Bezerra, ao lado do vice-governador Antenor Roberto e do Secretário de Estado da Saúde Pública (Sesap), Cipriano Maia, disse que o Estado está iniciando um quadro mais favorável.

“Estamos conseguindo manter a redução da taxa transmissibilidade, continuamos abrindo mais leitos e chegando próximo à taxa de ocupação de 80% dos leitos críticos. Também registramos que 3.258 pessoas venceram a Covid”, informou a governadora.

A chefe do Executivo estadual disse que se continuar a evolução do quadro favorável na próxima semana, o Governo do RN vai retomar a abertura gradual das atividades econômicas. “Optamos por adiar a fração 2 da fase 1 do Plano de Retomada Gradual e Responsável das Atividades Econômicas no início desta semana por que não havíamos atingido a taxa de ocupação de leitos a 80%. Foi uma forma de permitir assistência digna às pessoas que contraíram Covid e preservar vidas”, justificou.

A governadora lembrou que nas duas maiores cidades do Estado, Natal e Mossoró, a taxa de ocupação de leitos vinha sempre muito próximo de 100%. “Hoje apresenta uma pequena redução, entre 86% e 88% e esperamos que as prefeituras sigam as determinações do decreto estadual e as recomendações do Ministério Público para que possamos retomar na próxima semana o cronograma de abertura gradual das atividades de forma responsável e segura”. Fátima Bezerra citou Parnamirim, São Gonçalo e Extremoz como cidades que vêm respeitando as normas. “Cabe aos municípios responderem por seus atos e escolhas. Da parte do Governo, continuaremos firmes, tomando decisões com base na ciência, ouvindo o Comitê Científico e dialogando com o Ministério Público. A responsabilidade de assegurar o isolamento e distanciamento social é das prefeituras. Saudamos a maioria dos municípios que estão seguindo as normas dos decretos”, afirmou.

A titular do Governo do RN frisou que a redução de taxas de transmissibilidade e ocupação de leitos é fruto de muito trabalho, transparência e união. ‘Estamos próximos a 80% na ocupação de leitos, mas isso não significa abertura total das atividades. O momento exige cautela e se faz necessária a colaboração da sociedade com o distanciamento e isolamento social, e das prefeituras cumprindo as determinações do decreto estadual. A pandemia não acabou. A luta para preservar vidas humanas continua”, ressaltou, para acrescentar: “Estou esperançosa e confiante que na próxima semana possamos ter a continuidade da retomada econômica. Hoje os índices apontam para isso”.

NOVAS AMBULÂNCIAS

Sobre a contratação de ambulâncias de suporte avançado para atender a demanda da transferência de pacientes de alto risco, Fátima explicou que o SAMU não tinha mais capacidade para atender as necessidades e as pessoas estavam esperando mais de 10 horas para o transporte. “O contrato foi feito dentro da legalidade, com acompanhamento e ciência dos órgãos de controle e do Ministério Público. A Secretaria de Saúde seguiu rigorosamente o rito das exigências legais para a contratação”, afirmou.

Fátima Bezerra ainda informou que após a pandemia os 485 leitos críticos e clínicos instalados na rede pública estadual para atender os casos de Covid vão continuar ativos e fortalecerão a rede pública de saúde no RN. “A nossa programação prevê a abertura de novos leitos nos próximos dias. O Governo do Estado faz a sua parte num esforço imenso. Até sábado devemos entregar 10 leitos no Hospital Regional de Macaíba”, anunciou.

O secretário estadual da Saúde Pública, Cipriano Maia, informou que nos próximos dias o Estado vai iniciar a pesquisa sorológica de prevalência com extratos populacionais nas várias regiões do Estado. “A pesquisa sorológica dá mais segurança na análise da pandemia. A testagem em massa da população se torna inviável e a Sesap faz o teste RT-PCR que identifica o indivíduo ser portador do vírus e o teste rápido, mas as quantidades são limitadas”, afirmou.

“A situação se mostra mais confortável como resultado dos esforços do Governo no combate à pandemia. O tempo médio para internação dos pacientes regulados caiu para menos de quatro horas, já foi de 10 horas. O tempo médio de transporte, após a contratação de novas ambulâncias está em 7 horas. E, nesse cenário, 2.400 pessoas foram reguladas para internamento, 1.500 estão recuperadas”, informou Cipriano.

DADOS

Os dados epidemiológicos da Sesap nesta sexta-feira, 10, registram o seguinte quadro: casos confirmados, 38.261; casos suspeitos, 51.096; casos descartados, 59.836. Óbitos confirmados, 1.356 (05 nas últimas 24h); óbitos em investigação, 188.

A taxa geral de ocupação de leitos críticos é de 83% (a meta é 80%). Dos 255 leitos de UTI e semi-uti 214 estão ocupados. A fila de regulação tem 7 pacientes para leitos críticos e 10 para leitos clínicos. 27 aguardam transporte sanitário.

Na Região Metropolitana de Natal a taxa de ocupação de leitos é de 86,2% – dos 153 leitos, 132 estão ocupados. Na região do Mato Grande (4 leitos) a ocupação é de 100%. Na região Oeste (54 leitos) a ocupação é de 88,8%. Em Pau dos Ferros (10 leitos) a ocupação é de 30%. E no Seridó, a taxa de ocupação é de 76%. A taxa de isolamento social é de 40,5%, sendo que o ideal seria entre 60 e 70%.

Agora RN

Com leitos para pacientes de Covid-19 lotados, Hospital Giselda Trigueiro fecha pronto-socorro em Natal; serviço é transferido

Com leitos para pacientes de Covid-19 lotados, Hospital Giselda Trigueiro fecha pronto-socorro em Natal; serviço é transferido

Com todos os leitos separados para pacientes do novo coronavírus lotados, o Hospital Giselda Trigueiro fechou o pronto-socorro na manhã desta segunda-feira (18). De acordo com a unidade, os serviços do pronto-socorro foram transferidos para o Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), que passou a receber os pacientes que não são de coronavírus.

Oito pacientes foram transferidos na manhã desta segunda (18) em ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) – o transporte é lento porque cada ambulância leva apenas um paciente por vez, de acordo com a disponibilidade do veículo. Parte da equipe do Giselda Trigueiro também foi transferida para o HUOL, para atender aos pacientes.

Na manhã desta segunda (18), 25 leitos de UTI e os 11 leitos clínicos estavam ocupados. O diretor do hospital, André Prudente, afirmou que o fechamento do pronto-socorro atendeu a uma demanda da Secretaria de Saúde, do Ministério Público e da regulação do Sistema Único de Saúde.

O motivo é que os pacientes que davam entrada no pronto-socorro com sintomas do coronavírus acabavam sendo colocados em UTI, em caso necessário, passando na frente de outros pacientes que já aguardavam na lista de espera por leitos críticos. A fila, chamada pelos técnicos de “regulação”, é feita com base em classificação de gravidade de cada paciente, que vai de 1 (muito grave) a 4 (menos grave).

Agora atuando com “porta fechada”, a unidade vai atender apenas pacientes regulados, vindo de outras unidades de saúde. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, pessoas que têm sintomas graves da doença devem procurar pronto-socorros, como as Unidades de Pronto-Atendimento (UPA).

Havendo necessidade de internação em um leito de UTI ou um clínico, por exemplo, o paciente passa a integrar a fila da espera da regulação. Neste domingo (17), o tempo de espera médio por um leito crítico chegava a passar de 29 horas, segundo levantamento do G1 no sistema Regula RN – usado pelos serviços de saúde do Rio Grande do Norte para gerenciar os leitos.

O Hospital Giselda Trigueiro é referência no tratamento de pacientes com doenças infectocontagiosas, além de atender pessoas com picadas de animais peçonhentos e com HIV, por exemplo. Nesses casos, os pacientes que precisarem de atendimento deverão procurar o HUOL.

Portal G1RN

RN registra 1.359 casos confirmados de coronavírus; óbitos são 59

RN registra 1.359 casos confirmados de coronavírus; óbitos são 59

Rio Grande do Norte registrou neste sábado (2) 1.359 casos confirmados de coronavírus. As mortes chegaram a 59. Dados foram divulgados na coletiva de imprensa do Governo do RN deste sábado.

No boletim da sexta-feira (1º), haviam sido registrados 1297 casos confirmados e 56 óbitos. O aumento é de 62 e 3, respectivamente.

Ao todo, há 4.834 casos suspeitos, 415 pessoas curadas da doença e 18 mortes em investigação. Mais detalhes dos casos serão divulgados no boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde Pública do RN (Sesap/RN) ainda na tarde deste sábado.

Trens Urbanos de Natal param no Feriado Nossa Senhora da Apresentação (21/11)

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) informa à população que nesta quinta-feira, 21, feriado de Nossa Senhora da Apresentação, o Sistema de Trens Urbanos de Natal não funcionará.

O sistema estará disponível novamente na sexta-feira, 22, a partir das 05h05 na Linha Norte, no percurso Ceará-Mirim/Natal e 05h35 na Linha Sul, no percurso Parnamirim/Natal.

Mais informações: 84 3221-3355

Em evento na França, governadores discutem criação de rota de gás natural no Nordeste

Debate sobre o uso de energias limpas foi destaque nesta segunda-feira, 18, durante a missão internacional do Consórcio Nordeste, que acontece em Paris. Com interesse na criação de ‘blue corridors’, rota de transporte de gás natural entre os nove estados nordestinos, os governadores estiveram com representantes da Golar Power, joint venture entre a norueguesa Golar e o fundo norte-americano Stonepeak.

Denominado ‘Rota Azul’, o projeto de integração no Nordeste inclui a instalação de postos de combustíveis capazes de fornecer gás natural liquefeito (GNL) para veículos de carga. Em outros países, a exemplo da China, Espanha e Alemanha, os caminhões e ônibus movidos a gás natural já são realidade. Quando concretizado, o projeto representará nova realidade ao transporte de cargas e de passageiros para a região.

Na ocasião, o secretário de Gestão de Projetos, Fernando Mineiro, integrante da comitiva do Rio Grande do Norte, destacou a situação do turismo entre os nove estados e como a atividade tende a crescer internamente com as medidas implementadas pelo Consórcio. “A região perdeu a capacidade de articular a atividade do turismo de uma forma interna. O Consórcio busca responder essa demanda e enfrentar essa lacuna, que é bastante clara quando a gente estuda os movimentos e os fluxos do turismo na região”, explicou.

O vice-presidente da Golar no Brasil, Marcelo Sacramento, disse que o plano de trabalho da empresa prevê inúmeras oportunidades de investimentos. “A disponibilidade do gás para carros e caminhões nas rodovias do Nordeste irá gerar uma nova dinâmica no transporte da região. Novas empresas irão se instalar e as já existentes vão ganhar competitividade”, ponderou.

O gás natural é considerado combustível de transição da economia de carbono, em razão das vantagens econômicas, geopolíticas e ambientais. Quando condensado, ele pode ser transportado em carretas ou navios gaseiros, permitindo atender localidades que não possuem gasodutos. Um dos benefícios do uso de GNL é a redução da emissão de poluentes.

“Muito importante esse conjunto de investimentos estruturadores na região Nordeste, sobretudo por se tratar de um combustível menos poluente”, comentou o governador de Pernambuco, Paulo Câmara. O Nordeste possui uma extensa malha de gasodutos cobrindo o litoral e a maior malha de rodovias do Brasil, além de complexos portuários com infraestrutura para atender a demanda interna e externa.

Ainda em Paris, nesta segunda, 18, os governadores se reuniram com a Voltalia, grupo francês que investe em energias renováveis em 20 países, incluindo o Brasil. No Nordeste, a empresa possui atividades no Rio Grande Norte há mais de dez anos, onde possui 25 parques de energia eólica. Os estados nordestinos se destacam pela presença expressiva de fontes renováveis de energia. A fonte eólica já é responsável por 29% da matriz elétrica da região, enquanto a solar responde por 3%.

“Estivemos reunidos com representantes da Voltalia e mais uma vez falamos sobre a ampliação dos investimentos da empresa na região e discutimos parcerias. Esse foi um desdobramento do encontro que houve em março em Natal, quando foi anunciado o projeto de expansão no município de Serra do Mel contemplando mais R$ 1,5 bilhão em investimentos no Estado”, afirmou a governadora do RN, Fátima Bezerra.

Atualmente, o grupo dispõe de 16 parques instalados no Estado e outros 9 em construção, totalizando 25 unidades. Um dos que está em andamento é o EOL Ventos Serra do Mel que tem previsão de iniciar suas operações em outubro deste ano, mas com conclusão das obras em 2020. São 1014 pessoas empregadas na obra, sendo 47% de mão de obra local promovendo geração de emprego e renda.

UNESCO

Encerrando os compromissos de hoje, os governadores foram até a sede da União das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), onde entregaram proposta de memorando de entendimento, que assegura a cooperação dos estados nordestinos com a Unesco para o desenvolvimento de projetos na região, alinhados aos objetivos da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

A proposta dos parlamentares é de cooperação com a Unesco e tem os seguintes objetivos: promover uma educação de qualidade; alcançar a igualdade de gênero; garantir disponibilidade de água limpa e saneamento; viabilizar infraestrutura robusta, industrialização inclusiva e sustentável e estímulo à inovação; conservar a vida subaquática; e promover a paz, com acesso à justiça para todos e estruturação de instituições fortes.

“Fomos muito bem recebidos pelo diretor adjunto da Unesco. Ele recebeu muito bem a comitiva e a proposta que apresentamos para o estreitamento de uma parceria com a instituição em temas de importância ímpar e que seguem as diretrizes de desenvolvimento sustentável estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU) nas áreas de educação, saneamento, justiça, segurança e meio ambiente”, ressalta o governador do Piauí, Wellington Dias.

Além do chefe do poder executivo piauiense, participam da missão na Europa os governadores Rui Costa (Bahia), Renan Filho (Alagoas), Camilo Santana (Ceará), João Azevêdo (Paraíba), Paulo Câmara (Pernambuco), Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte), assim como o vice-governador Carlos Brandão (Maranhão). O governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, está representado pelo superintendente de Parcerias Público Privadas, Oliveira Junior.

Depois de Paris, o grupo estará em Roma, na quarta-feira (20), e em Berlim, na quinta, 21, e sexta-feira, 22. O objetivo da viagem é atrair investimentos para áreas de interesse dos nove estados do Nordeste, que reúnem 27,2% da população.

Contra homenagem a Rogério Marinho, grupo bloqueia acessos à Assembleia

Manifestantes ligados a movimentos sociais e sindicatos realizam um protesto na manhã desta sexta-feira, 8, na praça dos Três Poderes, em Natal, e bloqueiam os acessos à Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

O protesto é contra a sessão solene marcada para esta manhã em homenagem ao secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia e ex-deputado potiguar Rogério Marinho. A sessão estava marcada para começar às 10h30, mas, até a publicação desta reportagem, a homenagem não havia começado. Em nota, a Assembleia disse que a solenidade está mantida.

O ato foi convocado pela Central Única dos Trabalhadores no Rio Grande do Norte (CUT/RN) e pelo movimento Frente Brasil Popular. Em nota, os manifestantes classificaram a homenagem a Rogério Marinho como um “insulto”.

“Tal homenagem é um desrespeito aos trabalhadores e trabalhadoras do RN, que sofrem diariamente com a reforma trabalhista, da qual Rogério Marinho foi o relator enquanto era deputado federal”, escreveu o movimento.

As quatro portas da Assembleia foram bloqueadas pelos manifestantes, que não querem permitir a homenagem. Na porta da garagem, policiais militares chegaram a lançar gás de pimenta contra os manifestantes.

O coordenador geral do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Rio Grande do Norte (Sinte), professor José Teixeira, disse que o movimento não vai permitir que Rogério Marinho entre na Assembleia. “Ele é o pivô da reforma trabalhista, que tirou direitos classe trabalhadora, e pivô da reforma da Previdência, que acaba com o direito de os trabalhadores se aposentarem. É um traidor dos trabalhadores e da pátria brasileira”, declarou.

Do lado de fora, estão políticos de diversas cidades do Estado, como prefeitos, que vieram a Natal para participar da sessão solene, mas foram impedidos de entrar. “É um absurdo. Estou há 1 hora esperando. A democracia é a vontade da maioria. Não pode uma minoria impedir o exercício da democracia. Um Poder, eleito pelo povo, está impedido de trabalhar pela vontade da minoria”, reclamou o ex-governador Geraldo Melo.

Crítico da homenagem, o deputado estadual Sandro Pimentel (PSOL) se uniu aos manifestantes. De acordo com o parlamentar, Rogério Marinho é um “traidor”. “É uma agressão a Casa Legislativa homenagear um cidadão desse. Já que foi aprovada a homenagem, que faça em outro local. Mas aqui é uma agressão. Rogério Marinho deveria receber algo como o título de persona non grata. Uma homenagem é demais”, afirmou o deputado.

Pelo Twitter, Rogério Marinho comentou as manifestações contra ele. “Estamos no caminho certo”, se limitou a dizer.

HOMENAGEM

A sessão solene na Assembleia Legislativa de homenagem a Rogério Marinho foi proposta pelo deputado estadual Gustavo Carvalho (PSDB). No requerimento em que solicita a realização da homenagem, o parlamentar justifica que o secretário de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia tem “serviços prestados ao País”.

Um dos idealizadores da proposta de reforma da Previdência que foi enviada pelo presidente Jair Bolsonaro ao Congresso, e de outras medidas do atual governo nas áreas de previdência e trabalho, Rogério Marinho foi deputado federal pelo Rio Grande do Norte entre 2007 e 2012, na primeira vez, e entre 2015 e 2018, no segundo momento.

Além disso, o tucano foi secretário de Desenvolvimento Econômico do Rio Grande do Norte durante a gestão da ex-governadora Rosalba Ciarlini (2011-2014). Em sua passagem pelo cargo, desenvolveu projetos como o Pró-Sertão, de interiorização da indústria têxtil.

Na Câmara dos Deputados, foram três mandatos – dois para os quais foi eleito (em 2006 e em 2014) e outro assumido em 2011 após licença do titular.

Os primeiros mandatos de Rogério na Câmara foram marcados por projetos na área da educação. Foi iniciativa dele, por exemplo, a criação do projeto Metrópole Digital, desenvolvido dentro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Na legislatura passada, durante o governo do ex-presidente Michel Temer, o potiguar foi relator na Câmara da reforma trabalhista. A pauta polêmica lhe causou desgaste político, o que atrapalhou sua reeleição. Nas eleições 2018, obteve apenas 59,9 mil votos e, por isso, não conseguiu conquistar novo mandato. Atualmente, ele é 2º suplente.

Rafael Motta presenteia Ministro do Meio Ambiente com óleo derramado no Mar do Nordeste brasileiro

Na última quarta-feira (6), o Deputado Federal Rafael Motta – PSB/RN, presenteou o Ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles com 10g de óleo derramado misteriosamente no mar do Nordeste brasileiro.

Veja o vídeo:

O pronunciamento causou repercussão e Motta tem recebido apoio em suas redes sociais.

RN: 49 municípios correm risco de sumir do mapa com projeto de Bolsonaro

O Governo Bolsonaro quer reduzir o número de municípios pequenos sem autonomia financeira existentes no país. As localidades com menos de 5 mil habitantes e arrecadação própria inferior a 10% da receita total serão incorporados pelo município vizinho. O ponto consta da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Pacto Federativo, entregue nesta terça-feira (5) ao Senado.

No Rio Grande do Norte, dos 167 municípios, 49 correm o risco de sumir do mapa, pois estão inseridos no critério de possuir menos de 5 mil habitantes.

Pela proposta do governo, o município será incorporado pelo vizinho.

O número da população leva em consideração a estimativa divulgada em julho pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Veja a lista dos municípios e a população de cada um:

1- Coronel João Pessoa 4 908
2- Ouro Branco 4 812
3- Serrinha dos Pintos 4 784
4- Almino Afonso 4 761
5-  Lajes Pintadas 4 755
6- São José do Seridó 4 602
7- Messias Targino 4 568
8- Rodolfo Fernandes 4 472
9- São Bento do Trairi 4 401
10- Senador Georgino Avelino 4 395
11- Olho-d’Água do Borges 4 272
12- Paraná 4 232
13- Riacho do Santana 4 209
14- São Francisco do Oeste 4 200
15- Venha-Ver 4 149
16- Frutuoso Gomes 4 095
17- Tibau 4 071
18- Barcelona 4 002
19- Major Sales 3 978
20- Lucrécia 3 966
21- Jundiá 3 873
22- Pilões 3 806
23- Paraú 3 787
24- Caiçara do Rio do Vento 3 652
25- Ruy Barbosa 3 608
26- São Fernando 3 573
27- Riacho da Cruz 3 543
28- Pedra Grande 3 275
29- Triunfo Potiguar 3 259
30- Água Nova 3 230
31- Rafael Godeiro 3 194
32- Vila Flor 3 146
33- Passagem 3 075
34- Fernando Pedroza 3 039
35- Francisco Dantas 2 836
36- Severiano Melo 2 799
37- São Bento do Norte 2 778
38- Lagoa de Velhos 2 731
39- Galinhos 2 726
40- Santana do Seridó 2 670
41- João Dias 2 655
42- Jardim de Angicos 2 617
43- Taboleiro Grande 2 545
44- Pedra Preta 2 478
45- Timbaúba dos Batistas 2 407
46- Bodó 2 250
47- Ipueira 2 228
48- Monte das Gameleiras 2 127
49- Viçosa 1 712

Portal no Ar

Hiper Bompreço da Prudente de Morais suspende atividades e surpreende clientes e lojistas

O hipermercado Bompreço da Avenida Prudente de Morais, na zona Sul de Natal, suspendeu as atividades na manhã desta quarta-feira, 6, para surpresa de clientes, funcionários e de lojistas que atuam no local.

A direção do empreendimento comercial, um dos pioneiros do setor de hipermercado da capital potiguar, anunciou o encerramento dos serviços por meio de um panfleto. A comunicação informa que as atividades estão suspensas para a realização de uma reforma.