Quase 20 dias que moradores da Rua Monsenhor Antonio Barros esperam a retirada de entulhos

Há quase 20 dias os moradores da Rua Monsenhor Antônio Barros esperam a retirada de entulhos.

Desde o dia 22 de dezembro de 2018, os entulhos foram colocados na rua para recolhimento da Prefeitura. Moradores conversaram com representantes do Bairro Novo que contribuem com o governo do Prefeito Arlindo Dantas, os mesmo dizem ter comunicado. Os veículos que fazem o recolhimento estiveram no Bairro Novo, mais na rua Monsenhor Barros não chegaram.

Podem achar coisa simples, mais aqui questiono o último termo aditivo do contrato com a empresa que realiza o serviço e neste, dispõem ficais de serviços que parecem não efetuarem o serviço, fiscalizando e observando o que a empresa precisa fazer.

Cobro ao Excelentíssimo Senhor Prefeito Arlindo Dantas e ao seu Secretário de Obras o bloguero Daltro Emerenciano a execução do recolhimento, pois coisa simples também mostra o futuro de um governo.

Fica a dica.

Governo vai fazer pente-fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregularidade. O anúncio foi feito pelo secretário Especial da Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, após reunião, no Palácio do Planalto, para tratar da medida provisória de combate a fraudes no INSS, que deve ser editada pelo presidente Jair Bolsonaro até segunda-feira (14). Marinho se reuniu com os ministros Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e Paulo Guedes (Economia) para avaliar o texto da medida provisória. “Há mais de 2 milhões de benefícios que precisam ser auditados, porque têm algum indício de ilicitude. Por isso há necessidade de fazer uma espécie de mutirão para zerar esse estoque”, disse Marinho.

Segundo o secretário, o mutirão poderá gerar “uma economia significativa”, aos cofres públicos. “Há relatórios de ações anteriores, inclusive convalidados pelo TCU [Tribunal de Contas da União], que demonstram uma incidência de 16% a 30% de fraude nesse tipo de benefício”. Agência Brasil

Maduro toma posse para novo mandato na Venezuela sob contestação

O ditador venezuelano, Nicolás Maduro, começa nesta quinta (10) um novo mandato à frente do país, desta vez até 2025, sob forte suspeita de ter fraudado o resultado das eleições de maio.

O pleito ocorreu sem observadores internacionais, com vários líderes opositores impedidos de participar e a desaprovação dos países vizinhos reunidos no Grupo de Lima (exceto o México), dos EUA e da União Europeia.

Aos 56, Maduro lidera um país cuja inflação supera 1.000.000% ao ano e do qual já fugiram mais de 3 milhões de habitantes (grande parte, para Colômbia e Brasil) ante à falta de comida e remédios.

Folha de S. Paulo

MEC constata que edital de livros didáticos foi modificado após ser enviado pela pasta

Brincadeira de criança Durante toda a quarta (9), o corpo técnico do Ministério da Educação rastreou a tramitação do polêmico edital que abria brechas para a distribuição, por exemplo, de livros sem referência bibliográfica nas escolas. Os documentos mostram que o texto que saiu do MEC no dia 28 de dezembro não continha tais alterações. A mudança ocorreu depois que a peça foi enviada, já no FNDE. O episódio está mal explicado até internamente. Há quem defenda a abertura de investigação.

Painel/Folha de S. Paulo

Em protesto contra salários atrasados, servidores da saúde paralisam atendimento no maior hospital público do RN

Os servidores da saúde do Rio Grande do Norte iniciaram na manhã desta quinta-feira (10) uma paralisação de 24 horas no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, em Natal, maior unidade da rede pública do estado. Apenas casos de emergência estão sendo atendidos. O ato está sendo chamado de ‘apagão’, e é em protesto contra o atraso no pagamento de salários.

À tarde, por volta das 14h, haverá também uma assembleia onde será avaliada a proposta apresentada na noite desta quarta (9) e que foi aprovada por 10 categorias de servidores. Nela, ficou acertado o parcelamento do salário de janeiro, com a aceitação do recebimento do passivo deixado pelo governo Robinson Faria (PSD) para quando o Executivo receber recursos extras.

O governo ainda deve o restante do pagamento do 13º salário de 2017 para quem ganha acima de R$ 5 mil, parte do salário de novembro do ano passado, e mais o 13º e a folha integral de dezembro de 2018 – totalizando uma dívida de quase R$ 1 bilhão.

G1RN

Servidores do RN fecham acordo com o governo e aceitam receber salário de janeiro parcelado; atrasados ficam para depois

Entidades sindicais e associativas que representam 10 categorias de servidores públicos do Rio Grande do Norte fecharam um acordo com o governo do estado e aceitaram receber o salário de janeiro parcelado. Já os atrasados, ficaram mesmo para depois, para quando o Executivo conseguir recursos extras.

O acordo foi firmado na noite desta quarta-feira (9). Pela nova proposta, aprovada depois de duas horas de negociações, ficou decidido que o governo vai antecipar 30% do salário bruto dos ativos, inativos e pensionistas nesta sexta-feira (11) – exceto os servidores da segurança pública, que devem receber o salário integral no dia 16.

Ainda no dia 16, serão pagos os 70% restantes (quitação da folha de janeiro) para quem ganha até R$ 3 mil. Já no dia 31, serão pagos os 70% restantes aos ativos, inativos e pensionistas que ganham acima de R$ 3 mil e a folha integral dos servidores de órgãos com arrecadação própria.

Outros dois sindicatos, o Sindicato da Saúde (SindSaúde) e o Sindicato dos Agentes Penitenciários (Sindasp), prometeram levar a proposta para votação em assembleias com suas respectivas categorias.

G1RN

Período de liquidação movimenta comércio do RN em janeiro

O consumidor já sabe: janeiro é sinônimo de liquidação. Isso porque, após as festas de fim de ano, as lojas lançam seus saldões de queima de estoques, que dão espaço às coleções da nova temporada. Essa prática é a oportunidade ideal para os clientes que pretendem realizar compras com preços mais baixos e descontos imperdíveis. No Natal Shopping as promoções de início de ano estão a todo vapor com lojas de diversos segmentos oferecendo descontos que chegam a até 80% do valor inicial.

Quem está em busca de calçados pode aproveitar a liquidação da loja Sonho dos Pés, que oferece descontos de até 50%, ou a Mania D’couro, onde as ofertas atingem a casa dos 80%. Na Vila Lara, os descontos chegam a 70%, já na Arezzo a liquidação é progressiva: se a cliente escolher um par, garante 30% off; se levar dois pares, paga 40% a menos e se comprar três ou mais pares conquista 50% de desconto no valor total. Para o público masculino a aposta é a Viggo, que está com promoções que chegam a até 40% abaixo do valor inicial do produto.

Marcas como Gregory e Luigi Bertoli estão com até 60% de desconto, enquanto a Carmen Steffens oferece promoção do tipo pague um e leve dois ou pague dois e leve três. Na Brooksfield Donna a oferta chega a 70% e as clientes também podem desfrutar descontos progressivos em peças selecionadas, assim como os consumidores da Brooksfield, que garantem descontos de acordo com a quantidade de peças.

No setor de cosméticos, o destaque vai para a promoção que a marca O Boticário oferece: são mais de 500 produtos que chegam a até 40% de desconto. Para quem procura maquiagem, também pode aproveitar as ofertas da Quem Disse Berenice?, onde as clientes podem garantir produtos como base, lápis e batom com até 20% de abatimento.

AGORA RN

Presos são transferidos do Ceará para a Penitenciária Federal de Mossoró

Vinte presos, no Ceará, foram transferidos, na madrugada de hoje (9), para a Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, numa ação conjunta entre o governo estadual, o Departamento Penitenciário Nacional e a Polícia Rodoviária Federal. De acordo com o Ministério da Justiça, a ação teve início às 2h da manhã e foi finalizada às 4h30.

As vagas no presídio, foram disponibilizadas na última sexta-feira (4), mas a transferência só foi efetivada após definições dos presos e pedidos feitos pelo estado. A transferência envolveu ainda o Ministério Público e o Poder Judiciário do Ceará, além da Justiça Federal de Mossoró.

A partir do presídio federal, os presos serão redistribuídos entre as demais quatro unidades prisionais do Ministério da Justiça. “Novas vagas poderão ser deferidas para o estado”, informou a pasta.

O pedido de transferência foi feito pelo governo do Ceará em meio a uma onda de violência que atinge mais de 40 municípios, incluindo a região metropolitana de Fortaleza. O governador Camilo Santana informou hoje que as forças de segurança do estado já haviam efetuado a prisão de 168 pessoas suspeitas de envolvimento em ataques criminosos dos últimos dias no Ceará.

Agência Brasil 

Governo Bolsonaro flexibiliza controle de erros e passa a permitir propagandas em livros didáticos

O governo de Jair Bolsonaro mudou em 2 janeiro o edital para os livros didáticos que serão entregues em 2020. Não será mais necessário que os materiais tenham referências bibliográficas. Também foi retirado o item que impedia publicidade e erros de revisão e impressão.

O Ministério da Educação (MEC) compra livros didáticos para todas as escolas públicas do País, o que garante o faturamento de muitas editoras. São comprados cerca de 150 milhões de livros por ano, com custo de R$ 1 bilhão. As mudanças foram feitas no programa cujos livros serão comprados para o ensino fundamental 2 (6º a 9º ano). Os livros, no entanto, já foram enviados em novembro ao MEC para avaliação. Agora, editoras temem que seus livros sejam reprovados. Fontes do setor ouvidas pelo Estado temem materiais de baixa qualidade sejam aprovados. O processo de avaliação dos livros se dará ao longo do primeiro semestre e as empresas serão comunicadas se seus livros serão ou não comprados pelo governo federal.

O Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) foi se tornando, ao longo dos anos, muito rígido na escolha dos livros, o que era elogiado no meio. Por exemplo, materiais que tivessem erros em mais de 10% das páginas eram desclassificados. Agora, na parte que se refere à “adequação da estrutura editorial e do projeto gráfico” o item L que dizia que a obra deveria “estar isenta de erros de revisão e /ou impressão” foi retirado.

Estadão

Polícia Federal vai ampliar segurança de Moro

O presidente Jair Bolsonaro determinou que a Polícia Federal reforce a segurança do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e de seus familiares. A decisão foi publicada nessa terça-feira (8), em edição extra do Diário Oficial da União.

O despacho presidencial diz: “Diante de informações sobre situações de risco decorrentes do exercício do cargo de titular do Ministério da Justiça e Segurança Pública, determino à Polícia Federal providências no sentido de garantir, diretamente ou por meio de articulação com os órgãos de segurança pública dos entes federativos, a segurança pessoal do ministro de Estado da Justiça e Segurança Pública e de seus familiares”. Quando era juiz federal em Curitiba e comandava as ações da Operação Lava Jato, Moro passou a contar com segurança da Polícia Federal depois de sofrer ameaças pelas mídias sociais.

Congresso em Foco