Unesp aponta potencial tratamento do novo coronavírus

Estudo realizado no Instituto de Biociências (IBB) da Universidade Estadual Paulista (Unesp) indicou potencial alvo para tratamento da Covid-19. Um gene identificado pelos pesquisadores pode estar associado a interações entre proteínas pulmonares e o novo coronavírus, o que pode indicar um método de combate à doença.

Os pesquisadores identificaram a alteração na expressão de um gene chamado TRIB3, responsável pela produção de uma proteína de mesmo nome e que tem alta probabilidade de interagir com a proteína do novo coronavírus em células epiteliais do pulmão – essas células fazem o revestimento interno do órgão e são alvos preferenciais do novo coronavírus. Segundo o estudo, essa proteína já foi anteriormente relatada como capaz de diminuir a infecção e a replicação de outros vírus.

“A TRIB3 tem o potencial de interagir com proteínas do vírus e isso pode, por exemplo, diminuir a replicação do vírus dentro da célula, como já demonstrado para o vírus da hepatite C. Ou seja, existe a possibilidade de que uma interação da TRIB3 com proteínas do SARS-CoV-2 [novo coronavírus] iniba o ciclo biológico do vírus”, disse o pesquisador do IBB da Unesp, Robson Carvalho, que lidera o estudo.

O gene TRIB3 diminui sua expressão em pessoas idosas do sexo masculino, o que pode ajudar a explicar a ocorrência de casos mais graves nessa população. Com esses resultados, de acordo com os pesquisadores, compostos capazes de reverter esse processo e que consigam estimular a expressão de TRIB3 devem ser avaliados como potencial tratamento contra o novo coronavírus.

Segundo Carvalho, na Europa, já há uma empresa espanhola realizando ensaios clínicos com um medicamento contra o câncer de endométrio que é capaz de aumentar a atuação da TRIB3.

Início do estudo

O trabalho de pesquisa começou há cerca de um ano, mas estava voltado para o estudo da caquexia – perda de peso e atrofia muscular – em pacientes com câncer de pulmão. Os pesquisadores estudavam o perfil da expressão do gene ao longo do envelhecimento do pulmão. Em março, com a pandemia da Covid-19, os cientistas redirecionaram o trabalho para pesquisar a doença, com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

“A nossa ideia inicial era identificar moléculas que são secretadas pelo pulmão e que podem eventualmente atuar em outros órgãos e tecidos. Conversamos e pensamos ‘se estamos analisando moléculas liberadas pelo tumor do pulmão que podem atuar em outros órgãos, poderíamos pensar em uma abordagem semelhante e avaliar a interação entre proteínas pulmonares e proteínas do vírus da Covid-19’”, explicou Carvalho.

São José de Mipibu recebe quase 1 milhão de reais para enfrentamento da COVID-19

O Governo Federal destinou ao município de São José de Mipibu, o montante de R$ 922.284,41.

Os valores recebidos são oriundos do Ministério da Saúde que transferiu os valores para o Fundo Municipal de saúde de São José de Mipibu.

A implementação dos recursos deve-se ao “financiamento de ações e serviços públicos de saúde, compreendidos por ações de atenção básica, vigilância – média e alta complexidade – bem como aquisição e distribuição de medicamentos e insumos, aquisição de equipamentos, contratação de serviços de saúde, contratação temporária de pessoal, divulgação de informações à população, bem como outras despesas necessárias para o enfrentamento do novo Coronavírus” (COVID-19).

:Vale destacar que a implementação desta ação orçamentária no município, também será útil para inclusão de outros recursos como os estaduais, e mesmo de recursos municipais, voltados ao enfrentamento da COVID-19″.

“A utilização desses recursos deve ser embasada sempre em um processo de planejamento permanente e pela transparência de sua utilização, em consonância com o plano de contingência municipal (caso exista), regional e estadual.”

É importante destacar que a população é a principal envolvida nesse processo, porém, o Prefeito, Secretários e Comitês do município, devem fazer a sua parte.

O que chama a atenção é que a primeira parcela, dos mais de 920 mil, foi transferida para o município no dia 30 de março de 2020 e a segunda parcela no último dia 09 de abril de 2020, não havendo nenhuma divulgação do recebimento de tais recursos federais, bem como, ações de notificação a toda população, barreiras sanitárias nos principais acessos ao município, fiscalização em agências bancárias, dentre outras.

Se o governo municipal não agir, estaremos a cada instante em um campo minado, pois existem casos suspeitos em vários lugares do município.

Enfim, fazer o planejamento para o uso desses recursos é uma obrigação, e este deve ser apresentado pelo município através de lives, informativos impressos ou digitais.

A vizinha cidade, Parnamirim, já divulgou o Plano Municipal de Contingência para Covid-19. O que falta para São José de Mipibu divulgar?

Como perguntar não ofende, eis a pergunta: “por que não houve qualquer divulgação por parte do governo Arlindo Dantas?”

Ps: Os recursos não são provenientes de emendas parlamentares, são sim, do Governo Federal. Só para lembrar aos desavisados que se aproveitam da pandemia para fazer politicagem.

RN está em primeiro lugar do Nordeste na vacinação contra a influenza

O Rio Grande do Norte alcança resultado satisfatório na primeira etapa da vacinação contra a influenza, ocupando, na manhã desta segunda-feira (13), o primeiro lugar no Nordeste e o terceiro lugar no Brasil, com índice de 50,12% de cobertura vacinal.

“É um dado bastante positivo, visto que estamos bem acima da média nacional, que está em 42,8%, e da média do Nordeste, que está em 41,3%”, explica a coordenadora do programa estadual de imunização, Katiúcia Roseli.

Ela explica que mesmo com o encerramento da primeira etapa, os idosos e profissionais de saúde podem tomar a vacina. “A vacinação acontece de forma cumulativa, então os grupos da primeira etapa podem se vacinar até o final da campanha. A organização das datas foi feita para evitar aglomerações, mas as doses continuam disponíveis”.

A segunda etapa da vacinação acontece a partir do dia 16 de abril, quando devem tomar a vacina os profissionais das forças de segurança e salvamento, doentes crônicos, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários.

A terceira fase acontecerá no período de 9 a 22 de maio, voltada para a vacinação de professores, crianças de seis meses a menores de seis anos, grávidas, mães no pós-parto, população indígena, pessoas acima de 55 anos e pessoas com deficiência.

A meta é vacinar, pelo menos, 90% de cada um desses grupos, até o dia 22 de maio. Este ano, no Estado, 1.108.180 pessoas estão previstas serem vacinadas. Para isso, o Ministério da Saúde enviará 1.214.800 doses, que garantirão a vacinação de 100% do público-alvo para a campanha.

Como forma de garantir a vacinação contra a influenza e conter a pandemia da Covid-19, a Sesap tem orientado os municípios a montar estratégias para evitar aglomerações, como o aumento da quantidade de locais disponíveis à população, além de medidas para prevenção dentro das unidades.

Papa apela ao “contágio da esperança” para derrotar o coronavírus

O papa Francisco propôs neste domingo (12) a redução ou mesmo a anulação da dívida dos países pobres. Ele apelou a um “cessar-fogo mundial e imediato” e a uma redução das sanções internacionais, considerando a pandemia da Covid-19.

Na sua mensagem de Páscoa, lida numa basílica de S. Pedro vazia, o papa desejou que “sejam aligeiradas as sanções internacionais que impedem os países que as sofrem de proporcionarem um apoio conveniente aos seus cidadãos” e apelou à solidariedade internacional “reduzindo, se não mesmo anulando, a dívida que pesa sobre os orçamentos dos países mais pobres”.

Armas

Na mensagem, ele apelou a um “cessar-fogo mundial e imediato”. “Não é tempo de continuar a fabricar e a traficar armas, desperdiçando avultados capitais que deveriam ser utilizados para tratar as pessoas e salvar vidas”, disse.

O chefe da Igreja Católica pediu ainda à Europa “solidariedade” e “soluções inovadoras” diante da pandemia da covid-19.

Francisco dirigiu os seus pensamentos “a todos aqueles que foram atingidos diretamente pelo coronavírus”, aos “doentes, aos que morreram e às famílias”.

Num mundo “oprimido pela pandemia, que coloca uma dura prova à nossa grande família humana”, é preciso responder com o “contágio da esperança”, afirmou.

Páscoa: OMS apela a religiosos uso dos sermões para combater desinformação

Ciente da influência de religiosos em muitas comunidades, a OMS apela para que igrejas e comunidades de fé ajudem a combater a desinformação e que usem sermões para esclarecer as medidas que seguidores devem tomar para se proteger e cuidar dos demais.

Num comunicado enviado a líderes religiosos, a entidade pede que ampliem o uso a internet, rádio e televisão para difundir suas mensagens e que, com a tecnologia, consigam evitar que aglomerações sejam promovidas.

A orientação da OMS é clara:

“Evitar grandes reuniões de grupo e realizar rituais e atividades relacionadas com a fé à distância/virtualmente, conforme necessário e sempre que possível assegurar que qualquer decisão de convocar reuniões de grupo para culto, educação ou reuniões sociais se baseie numa avaliação sólida dos riscos e em conformidade com as orientações das autoridades nacionais e locais”.

“Instituições religiosas e organizações religiosas devem proteger os seus membros, ajudando-os a manter uma distância segura entre eles”, defende a OMS. A entidade pede que religiosos desencorajem encontros físicos não essenciais e que organizem encontros virtuais através de transmissões em direto, televisão, rádio, meios de comunicação social.

Nos poucos locais onde missas e cerimônias ainda são permitidas, a entidade apela para que medidas de cuidado sejam tomadas para evitar que centros religiosos se transformem em locais de difusão da doença. Entre os cuidados está o de não beijar santos ou outras divindades.

*Jamil Chade |Uol

Covid-19: Saúde libera mais R$ 4 bilhões para estados e municípios

O Ministério da Saúde liberou mais R$ 4 bilhões a estados e municípios para ações de combate à Covid-19. O valor é um adicional ao que já recebem para custeio de ações e serviços relacionados à saúde e pode ser utilizado para compra de materiais e insumos, abrir novos leitos e custear profissionais.

Portaria nº 774/2020 com a liberação foi publicada nesta quinta-feira (9) em edição extra do Diário Oficial da União. O valor corresponde a uma parcela mensal extra do que cada estado ou município já recebe para ações de média e alta complexidade ou atenção primária.

Em mensagem nas redes sociais, o ministro da Saúde, Henrique Mandetta, disse que os recursos já foram depositados nas contas dos fundos estaduais e municipais de saúde. “A gente acha que, com isso, eles [os gestores de saúde] podem adquirir os equipamentos de proteção individual (EPIs) que a gente começa a trazer da China. Está começando o mercado chinês a se organizar, estamos conseguindo trazer”, disse.

De acordo com o ministro, a primeira carga com 40 milhões de máscaras vinda da China, de uma compra de 240 milhões de máscaras, deve chegar ao país na terça-feira (14). O esforço da equipe do Ministério da Saúde é de trazer 40 milhões por semana. Um edital será aberto para que empresas interessadas em ofertar esses insumos possam se cadastrar.

“Com isso a gente pacifica o mercado brasileiro. E isso, doravante pacificado, a gente já repassa os recursos para que os estados e municípios comprem, a iniciativa privada já está comprando. O mercado está começando a se normalizar, o de EPIs”, explicou o ministro.

Já sobre os respiradores, Mandetta disse que ainda há dificuldade. Segundo ele, foi feito uma acordo com a indústria nacional para elevar de 800 para 15 mil a produção de respiradores mecânicos em 90 dias.

O ministro da Saúde reforçou a orientação da pasta para manter o isolamento social. De acordo com Mandetta, na próxima semana “vamos colher os frutos da difícil redução da mobilidade social”, determinada por estados e municípios nas últimas duas semanas. “Hoje eu vi que o pessoal começou a andar mais, vamos pagar esse preço ali na frente. Esse vírus adora aglomeração, adora contato, adora que as pessoas achem que ele é inofensivo. E aí, as cidades podem pegar a transmissão sustentada [ou comunitária]”, ressaltou.

Renda mínima emergencial pode beneficiar mais de 20% da população

A renda mínima emergencial que será concedida devido aos efeitos econômicos da pandemia de coronavírus poderá atender 20,4% da população brasileira, segundo estimativa feita pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). De acordo com o levantamento 42,3 milhões de pessoas podem ser beneficiadas.

Benefício pago a trabalhadores informais de baixa renda e inscritos no Bolsa Família, a renda básica emergencial de R$ 600 ou de R$ 1,2 mil para mães solteiras será depositada de forma automática para quem já está no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) a partir desta quinta-feira (9) e tem conta no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal. Os demais trabalhadores terão de se cadastrar no aplicativo Caixa Auxílio Emergencial ou no site Auxílio Caixa e começarão a ser pagos até o dia 14.

São Paulo

No estado de São Paulo, o benefício poderá chegar, segundo a estimativa, a 6,6 milhões de pessoas, ou 14,4% da população paulista. Sendo que somente na cidade de São Paulo, 1,6 milhão podem receber o auxílio, 13,1% dos que vivem na capital.

Nordeste

No Maranhão, o benefício poderá chegar a 29,6% de toda a população do estado, abrangendo 2,1 milhões de pessoas. Na Bahia, o percentual de atendidos também é semelhante (29,4%), com 4,4 milhões de possíveis beneficiários. Em Alagoas, o número percentual é de 29,9%, o que significa 993 mil atendidos.

No Rio de Janeiro, a estimativa é que o dinheiro possa atender 3,3 milhões de pessoas no estado (19,1% da população). Na capital fluminense, o auxílio pode chegar a 949 mil, ou 14,2% dos que vivem na cidade do Rio de Janeiro.

No Distrito Federal, a renda emergencial poderá beneficiar 391 mil, o que representa 13,2% dos habitantes de Brasília e das cidades satélites.

Exigências

Pelas regras estabelecidas no projeto de auxílio emergencial aprovado pelo Congresso, os trabalhadores deverão cumprir alguns critérios, em conjunto, para ter direito ao benefício, como não ter emprego formal; não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou outro programa de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família; ter renda familiar mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total (tudo o que a família recebe) de até três salários mínimos (R$ 3.135,00); e não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70.

*Agência Brasil

Liga e Unimed apresentam soluções inovadoras em saúde durante pandemia

Um projeto lançado, ainda em 2019, pela Liga Norte Riograndense Contra o Câncer e Unimed Natal, o Conexão Startup Saúde, resultou em 3 projetos com soluções tecnológicas para otimizar os processos e aumentar a segurança das equipes de saúde no enfrentamento do Covid–19.

Com a preocupação de acompanhar a evolução do Coronavírus na carteira de clientes da Unimed Natal, a Corps desenvolveu um sistema que permite identificar desde o momento do contato dos clientes com a Central de Atendimento até o desdobramento de seu percurso assistencial, incluindo a internação nos hospitais da rede.

O diretor técnico da Unimed Natal, dr. Fábio Macedo, destaca que “isso possibilita uma gestão minuciosa dos casos mais críticos, propiciando a adoção de medidas ágeis e proativas no cuidado com os clientes, auxiliando para que a rede funcione de forma resolutiva.”

O produto desenvolvido pela startup NUT para a UTI da Liga está sendo denominado PAR (Plataforma de Assistência Remota). Consiste em uma solução computacional baseada na infraestrutura de Internet das Coisas que tem como objetivo promover, através do uso de aplicações web e móvel, o monitoramento inteligente, remoto (à distância) e em tempo real, dos sinais vitais e de ambiente de pacientes em situações críticas – explica o CEO Thiago Paulmier.

O Chefe da UTI da Liga, dr. Domingos Sávio, ressalta que “essa nova ferramenta vem otimizar o trabalho nas UTIs, já que além do monitoramento remoto, os sinais vitais dos pacientes são também armazenados de forma automática no sistema e sem a necessidade de exposição frequente da equipe às doenças infectocontagiosas como a Covid-19!”

A outra startup, denominada EasyScale, lança um produto voltado para otimizar e agilizar o processo de elaboração de escalas de plantões de enfermeiros, técnicos de enfermagem e médicos.

O software permite a troca de plantões, comunicação com o RH e conversas entre os participantes da escala por um chat próprio, respeitando as determinações trabalhistas. “O EasyScale vem para abolir uma tarefa bem trabalhosa que consome nosso tempo no dia-a-dia”- relata Ana Paula, Chefe de Enfermagem do Hospital Luís Antônio. A CEO da startup, Vanessa da Escóssia, destaca que “com esse sistema os profissionais podem se dedicar mais ao paciente”.

O lançamento do produto para todo o Brasil já está sendo preparado. “Diferentemente das demais ferramentas do mercado, esse é totalmente parametrizado podendo se adequar a qualquer instituição, seja ela pública ou privada”, diz dr. Francisco Irochima, Gerente de Inovação da Liga e coordenador do projeto.

RN tem sexta maior incidência de casos de coronavírus do país, diz Ministério da Saúde

O Rio Grande do Norte é o sexto estado do país em incidência de novo coronavírus. De acordo com o Ministério da Saúde, o estado potiguar tem sete casos de contaminação do vírus por 100 mil habitantes. A taxa nacional é de 5,7

A informação foi repassada durante a entrevista coletiva concedida pelo MS na tarde desta segunda-feira (6). Segundo os dados do ministério, a situação do Rio Grande do Norte em relação à Covid-19 é de “atenção”.

De acordo com Wanderson Oliveira, secretário de Vigilância em Saúde do MS, os estados que atingem coeficiente superior à taxa nacional com mais de 50% do valor dela se enquadram em situação de emergência. Atualmente é o caso do Distrito Federal (15,5), Amazonas (12,6), Ceará (11), São Paulo (10,5) e Rio de Janeiro (8,4).

Ainda segundo Oliveira, quando a taxa da unidade federativa é maior, porém não 50% a mais da nacional, a situação é de atenção. Além de Rio Grande do Norte (7), também se enquadra nessa medida o estado de Roraima (6,7).

O painel de monitoramento dos casos de coronavírus da Fiocruz Bahia projeta que o Rio Grande do Norte pode aumentar em 352% o número de casos confirmados no estado em uma semana. Isso significa que o RN poderia chegar a 1.113 casos na próxima segunda-feira (13), de acordo com o estudo.

Atualmente o Rio Grande do Norte tem 246 casos confirmados. Os dados são da Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (Sesap) em boletim divulgado nesta segunda-feira (6). Ao todo, são sete óbitos pela Covid-19.

Portal G1

John Lennon

Jesus Eucarístico vai às ruas de Mipibu

Foto: John Lennon

A Igreja Católica de São José de Mipibu, fez neste domingo de Ramos, a passagem do Santíssimo Sacramento, algo atípico no domingo que nos faz recordar a entrada triunfante de Jesus em Jerusalém.

Neste tempo de pandemia, Jesus passou pelas ruas de Mipibu como se já estivéssemos celebrando o feriado de Corpus Christi.

O sentido de Jesus Eucarístico passar pelas ruas de Mipibu, não foi para celebrar a Festa do Corpo de Cristo; o principal motivo foi para dizer que o povo de Deus está em casa e a Igreja leva o Pão Eucarístico até este povo.

Parabenizo aqui o nosso pároco Pe. José Lenilson, os paroquianos envolvidos e todos que de algum modo colaboraram para que esse momento inesquecível acontecesse.