Com exigência do passaporte vacinal, Governo do RN afirma que procura por vacina COVID aumentou 95%

O Governo do RN afimou em nota a imprensa que, a procura por vacina COVID, aumentou a procura em 95%, comparado ao final de semana anterior ao decreto que exige o passaporte vacinal.

A procura se deu no final de semana 22 e 23 de janeiro, com a aplicação de quase 10 mil doses em campanha realizada em todo litoral Potiguar.

O decreto do governo do RN que passou a exigir apenas o passaporte de vacinal, sem fechar comércios e nem restringir festas e eventos, foi publicado no último dia 21 de janeiro.

Outros Estados do Brasil, também passou a exigir passaporte vacinal, no intuito de evitar afastamentos do trabalho e contaminação COVID que cheguem a agravar o estado de saúde, diante da variante Ômicron e das sindromes gripais.

Em nota, Governo ressalta aumento na procura pela vacina após exigência do passaporte e diz que alertou Prefeitura de Natal sobre data de vencimento de imunizantes

Do Governo do Estado:

NOTA À IMPRENSA

Diante do agravamento da pandemia, o Governo do Estado do Rio Grande do Norte vem tomando decisões que preservam as pessoas. Um dos mais importantes passos dados nesse sentido foi a exigência do Passaporte Vacinal . A exigência da comprovação do ciclo vacinal foi responsável pelo aumento de 95,6% de vacinas aplicadas no último sábado (22 de janeiro), se comparado ao sábado anterior (15 de janeiro).

Em um único dia de vacinação disponibilizada no litoral potiguar, quase 10 mil doses foram aplicadas, mesmo com a ausência do município de Natal que, convidado a contribuir com o “Dia D da vacinação”, não manifestou interesse em participar da ação.

O governo entende que, assim como decisões judiciais já proferidas para dirimir dúvidas durante a pandemia, o Passaporte Vacinal continua obrigatório para todo o Estado do Rio Grande do Norte, uma vez que prevalece, segundo entendimento do Supremo Tribunal Federal, as medidas mais restritivas.

Em relação ao cancelamento dos eventos, no município de Natal, o Governo do Estado se posicionou, ainda na semana passada, como apoiador das medidas mais restritivas adotadas pelas prefeituras, colocando-se à disposição, inclusive, para contribuir com a fiscalização caso seja solicitada.

Importante esclarecer que as decisões do Estado foram orientadas à luz da Ciência e nunca receitou fármacos sem comprovação científica e sim orientou a população na continuidade dos cuidados e principalmente apoiou, de maneira intensa, a campanha de vacinação.

Prova dessa ação do Governo foi o alerta feito à Prefeitura da capital quanto ao vencimento de mais de 20 mil doses do imunizante da Pfizer. Na ocasião, a Secretaria Estadual de Saúde orientou quanto à adoção de medidas para evitar a perda, mas que não foram seguidas pelo município de Natal.

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte continuará firme em proteger a saúde da população, sem medir esforços, tomando decisões pautadas por esse único interesse. O Brasil já tem sofrido perdas inestimáveis com as atitudes negacionistas de quem politiza a vida

Thaisa Galvão

Internações em UTIs crescem 147% em 15 dias e RN notifica mais 2,6 mil casos de Covid nesta terça (25)

As internações em UTIs Covid nas redes pública e privada cresceram 147% nos últimos 15 dias no Rio Grande do Norte. Os casos também têm registrado aumento, tendo mais de 2 mil notificações nesta terça-feira (25) (veja mais abaixo).

De acordo com o boletim de epidemiológico da doença, divulgado diariamente pela Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (Sesap), o estado tem atualmente 156 pessoas internadas em leitos críticos – sendo 90 em leitos SUS e 66 em particulares. Em 11 de janeiro, eram 63(veja tabela detalhada abaixo).

Internações por Covid nos últimos 15 dias

DiaInternados (leitos clínicos + UTIs)Apenas leitos de UTI (público + privado)Leitos de UTI (apenas público)Leitos de UTI (apenas privado)
11 de janeiro94633528
12 de janeiro97623725
13 de janeiro117714724
14 de janeiro131765026
15 de janeiro*não divulgadonão divulgadonão divulgadonão divulgado
16 de janeiro*não divulgadonão divulgadonão divulgadonão divulgado
17 de janeiro160875433
18 de janeiro182965937
19 de janeiro1861016041
20 de janeiro2031187345
21 de janeiro2211257352
22 de janeiro*não divulgadonão divulgadonão divulgadonão divulgado
23 de janeiro*não divulgadonão divulgadonão divulgadonão divulgado
24 de janeiro2801398257
25 de janeiro3091569066
Fonte: Boletim epidemiológico da Sesap | *A Sesap não publica os boletins epidemiológicos aos sábados e domingos

Diante do aumento de internações, que a secretária-adjunta de Saúde, Lyane Ramalho, considerou “vertiginoso”, a Sesap começou a aumentar os leitos para pacientes, abrindo mais 78 clínicos e 13 críticos nesta terça (25) e projetando mais de 50 nos próximos dias.

Segundo os dados do boletim, o crescimento dos leitos críticos somados aos leitos clínicos é ainda maior: 228% neste período, saindo de 94 pacientes, no dia 11 de janeiro, para 309 nesta terça-feira (25).

De acordo com a plataforma Regula RN, o estado chegou nesta terça a 70% de ocupação dos leitos críticos para Covid. Essa taxa não era atingida desde 28 de junho de 2021.

A Região Metropolitana de Natal, por sua vez, chegou a 77% – a última vez que havia ultrapassado essa marca foi em 18 de junho de 2021.

Segundo o Regula RN, o número de solicitações por leitos no RN saltou de 15, no dia 26 de dezembro, para uma média superior a 60 após um mês.

Portal G1RN

80,7% da população do RN acredita na eficácia da vacina; 16,4% não acredita

Um dos principais institutos de pesquisas nacionais, foi contratado por uma das maiores empresas do Rio Grande do Norte para avaliar posicionamento de marca em todo o estado. Entre os questionamentos, está se a população acredita na eficácia da vacina.

80,7% se mostraram a favor e 16,4% são contra. Já 2,9% não sabe, ou não opinou.

Destes números, o sexo masculino foi 71,4% a favor, 25,9% contra e 2,7% não sabe, ou não opinou. Já o feminino apresentou 81,9% a favor, 16,2% contra e 1,9% não sabe, ou não opinou.

A pesquisa foi realizada por telefone, pelo modelo trekking, entre os dias 21 e 23 de janeiro com 2100 pessoas.

Blog do BG

Casos de gripe e covid fazem doação de sangue cair 30% em Natal

O aumento dos casos de gripe e covid vem impactando negativamente os estoques de sangue do Hemonorte em Natal. Na primeira quinzena deste mês, cerca de 30% dos doadores cadastrados foram impedidos de abastecer os estoques do centro por causa de infecções por gripe ou covid-19. Dados do próprio Hemonorte revelam ainda que a alta de casos de covid e gripe ocasiona o afastamento de profissionais contaminados e provoca sobrecarga nos funcionários das equipes da linha de frente, o que acaba reduzindo a capacidade de atendimento. Atualmente, cerca de 15% dos servidores estão afastados de suas funções devido às síndromes respiratórias.

De acordo com a diretora de hemoterapia do Hemonorte, Ivana Vilar, a pandemia vem causando instabilidade nas doações desde 2020. Ainda segundo Vilar, o estoque de sangue do centro está longe do ideal, mas apresentou melhora na última semana em comparação com a anterior.

O Hemonorte tem hoje 434 bolsas de sangue, que são suficientes para atender os pacientes por um período de 3 a 4 dias. O número de bolsas considerado seguro varia de 726 a 1.005, que seria suficiente por até 10 dias. A unidade é responsável por distribuir sangue e hemoderivados para todos os hospitais públicos do Rio Grande do Norte, além de hospitais privados conveniados. As doações possibilitam ainda a realização de procedimentos eletivos, que são cirurgias programadas que não demandam emergência.

Tribuna do Norte

Potiguar que perdeu prêmio no Domingão do Huck já arrecadou mais de R$ 100 mil com ‘vakinha’ na internet

O jornalista, escritor e palestrante natalense Fernando Campos, pessoa com deficiência visual, e o amigo médico Lucas Lavine, participaram do The Wall, quadro do programa Domingão com Huck, com o objetivo de destinar o prêmio ao projeto de informatizar e ampliar os serviços do Instituto dos Cegos do Rio Grande do Norte.

A frustração se deu quando, no final do jogo, os mais de 185 mil reais que Fernando e Lucas estavam ganhando, desceu pelo ralo após o paredão zerar. Caso tivesse mantido o contrato, a dupla, pelo menos faturaria 35 mil. Mas ele rasgou o contrato.

O apresentador Luciano Huck, através de uma instituição, repassou 35 mil para o Instituto dos Cegos e lançou uma ‘vakinha’ virtual. Até o momento o site já arrecadou mais de R$ 100 mil.

Grande Ponto