Brasil recebe 1,1 milhão de doses da Pfizer neste sábado (2); Mais 4 milhões chegam no domingo

Chega ao Brasil, neste sábado (2), 1.140.750 doses da vacina da Pfizer. O avião com o imunizante contra a Covid-19 pousa no aeroporto de Viracopos, em Campinas, no interior de São Paulo, por volta de 15h.

Mais 4.036.500 doses da Pfizer serão enviados em quatro voos neste domingo (3).

Das mais de 294 milhões de doses distribuídas pelo Ministério da Saúde aos estados, 84,2 milhões são da Pfizer.O Brasil é um dos países que mais vacina contra a Covid-19. Como resultado da campanha, há queda no número de internações e óbitos pela doença. Mais de 147 milhões de brasileiros tomaram a primeira dose, o que representa mais de 92% da população maior de 18 anos. Segundo o Ministério, 92 milhões de pessoas já completaram o esquema vacinal.R7

Mais de 40 mil pessoas estão com a 2ª dose da vacina contra Covid atrasada no RN, diz Sesap

O Rio Grande do Norte tem mais de 41 mil pessoas com a 2ª dose da vacina contra Covid em atraso. É o que aponta a plataforma RN+Vacina, que monitora a imunização no estado, nesta segunda-feira (2), de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (Sesap).

O número preocupa à pasta porque a imunização só ser considerada completa após a aplicação da segunda dose nos casos da CoronaVac, Oxford/AstraZeneca e Pfizer.

“Precisamos alertar à população de que quem já estiver dentro do prazo deve procurar as unidades básicas de saúde, os postos ou os drives do seu município, garantindo assim a imunização. Uma dose, apenas, não garante eficácia da vacina contra a Covid-19, que já levou a morte de mais de sete mil potiguares”, ressaltou Kelly Maia, coordenadora de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

Ao todo, 736 morreram de Covid no estado com apenas a primeira dose da vacina tomada. Ao todo, o RN registra mais de 7 mil mortes pela doença.

Do total de pessoas com suas doses atrasadas, 86 se recusaram a tomar a segunda dose, segundo a plataforma, e 48 conseguiram se vacinar em outro estado.

“O restante das pessoas estão em atraso sem justificativa, o que nos deixa em alerta. O estado tem feito busca ativa nos municípios, convidando as pessoas a tomarem a segunda dose e sensibilizando sobre a importância de completar o esquema vacinal”, disse a coordenadora.

Hoje o RN tem cerca de 1,5 milhão de pessoas vacinadas com a primeira dose e 602 mil pessoas com a segunda dose.

Os dados na plataforma também podem estar atrasados, já que algumas pessoas que foram vacinadas relataram uma demora no cadastro dos municípios no RN+ Vacina.

G1RN

Brasil receberá no domingo (21) primeiro lote de vacinas da Covax Facility com 1 milhão de doses

O Brasil vai receber neste domingo (21) o primeiro lote de vacinas contra a covid-19 provenientes do consórcio Covax Facility. Serão 1.022.400 doses que chegarão ao país às 18h. A chegada das vacinas foi confirmada pela representante da OMS (Organização Mundial da Saúde) e da Opas (Organização Pan-Americana da Saúde) no Brasil, Socorro Galiano.

Galiano enviou nesta sexta-feira (19) uma carta ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. “É com satisfação que informamos que o primeiro embarque, referente a 1.022.400 doses da vacina contra Covid-19, adquiridas através do mecanismo Covax, chegará ao Brasil no dia 21 de março de 2021”, disse na carta.

A representante da Opas/OMS no Brasil informou que 90% das doses têm vencimento em 31 de maio de 2021 e as demais 10% em 30 de abril de 2021. A Covax Facility é uma aliança internacional da Organização Mundial da Saúde que tem como principal objetivo acelerar o desenvolvimento e a fabricação de vacinas contra a covid-19. Trata-se de um consórcio internacional com o objetivo de garantir acesso igualitário à imunização.

A Covax Facility é uma plataforma colaborativa, subsidiada pelos países-membros, que também visa possibilitar a negociação de preços dos imunizantes. De acordo com o comunicado do consórcio, a projeção é que sejam enviadas 330 milhões de doses das vacinas da Pfizer/BioNTech e Oxford/AstraZeneca na primeira metade de 2021 para 145 países integrantes da aliança, que reúne mais de 150 nações.

R7